segunda-feira, 10 de abril de 2017

Resenha Punk 57 - Penelope Douglas

Resenha Punk 57 Penelope Douglas
Sinopse: Misha
“Éramos perfeitos juntos. Até nos conhecermos.”
Eu não consigo parar de sorrir quando vejo o que está escrito em sua carta. Ela sente a minha falta.
Na quinta série, meu professor nos colocou como amigos por correspondência com alunos de outra escola. Pensando que eu era uma garota, com um nome como Misha, outro professor me colocou com uma aluna dele, Ryen. Meu professor, achando que Ryen fosse um garoto igual a mim, aceitou.
Não demorou muito para a gente descobrir o erro que tinha ocorrido. E desde o início nos demos bem, já estávamos discutindo sobre tudo. O melhor lugar para pedir pizza. Android vs IPhone. Se o Eminem era ou não era o melhor rapper que já existiu...
E isso foi o começo de tudo. Pelos próximos sete anos, éramos somente nós, melhores amigos.
Suas cartas eram sempre em papel preto com escrita prata. Às vezes era uma por semana, às vezes três por dias, mas eu precisava delas. Ela era a única que me mantinha no meu caminho, brigava comigo, e me aceitava do jeito que eu era.
Só tínhamos três regras. Sem redes sociais, sem números de telefone, sem fotos. Tínhamos uma coisa boa. Por que arruinar isso?
Até que eu vi uma foto de uma garota online. Seu nome era Ryen, amava a pizza do “Gallo” e adorava seu IPhone. Quais eram as chances?
Foda-se. Quero conhecer ela.
Eu só não esperava odiaria o que estava prestes a descobrir.
Ryen
Já fazia 3 meses que ele não escrevia. Alguma coisa estava errada. Será que ele morreu? Foi preso? Conhecendo Misha como conheço, nenhuma opção seria exagerada.
Isso quase me enlouqueceu, sem ter ele por perto, sem nenhuma correspondência. Precisava saber se alguém ainda me escutava. 
É minha culpa. Deveria ter pegado o telefone dele, ou foto, ou alguma coisa. Ele poderia ter sumido para sempre.
Ou estar bem debaixo do meu nariz e eu não estou sabendo.



Titulo: Punk 57
Escritora (o): Penelope Douglas
N° de Páginas: 401


Olá galera, bem eu acabei de terminar esse livro e queria ir logo escrevendo essa resenha para não perde os pequenos detalhes da historia e porque também não queria esquecer as minhas emoções ao terminar. Tornei essa resenha tão livre de spoiler quanto eu consegui.

Ryan e Misha se conheceram quando seus professores colocaram para os alunos trocarem cartas com alunos de uma outra escola para se conhecerem. A professora do Misha pensou que Ryen era um menino e a da Ryan pensou que o Misha era uma menina e assim acidentalmente foram colocados juntos.
"Ninguém faz você melhor do que você mesma. Você não pode ser substituída. Nem todo mundo vai ver isso, mas apenas você precisa saber."

Eles ficaram 7 anos trocando cartas, se conhecendo e criando um laço bonito e verdadeiro sem realmente ver o rosto um do outro. Falavam sobre tudo, sobre pequenas coisas entediantes do dia a dia, brigas familiares e medos, eles conheciam quem verdadeiramente era um ao outro. Eles se tornaram melhores amigos e a amizade dos dois era a melhor coisa que eles tinham.
Até que um certo dia tudo toma um rumo diferente - acontece vários fatores- e quando os dois começam a conviver juntos nada é como esperavam - como nós esperávamos na verdade-  e é em torno de mentiras.

"Somos todos feios, Ryen, A unica diferença é que alguns escondem isso e alguns usam."

Ryen é muito difícil de se levar no começo, ela trai o seu eu verdadeiro por merdas que já aconteceram no passado e ela odeia a pessoa que se tornou. Veja bem ela tomou decisões que a levaram a isso, por medo.

"Eu não quero ficar sozinha" Ela admite "Eles podem me odiar, mas eles me respeitam. Eu não posso ser invisivel ou motivos de risadas, ou..."

O desejo dos dois é ardente e as cenas de sexo não deixaram a desejar, a escritora construiu a historia dos dois bem e interessante, o Misha tem toda essa pegada Bad Boy e misterioso, ele odeia quem a Ryen se tornou e a amou quando ela mostrou os flash de quem realmente ela era e de algumas partes que ele não conhecia. 

"Justo quando penso que não posso suportá-la, que posso ir embora, nunca olhar para trás, eu viro à direita e quero ter certeza de nada pode feri-la."

O livro me fez lembrar da minha época da escola e como realmente é difícil ser aceito por todos, eu fiquei com ódio da Ryen e a julguei, não entendendo o porque dela ser uma garota cruel e fraca, mas eu entendo as atitudes dela agora - apesar de não ter a apoiado por escolher o caminho errado- e me orgulho com o crescimento dela com o passar. O Misha me encantou mesmo quando ele foi rude, a historia vai alternando entre Misha e Ryen para entendermos melhor o que acontece.

"Você apenas recordou a todos nós que o amor é realmente apenas superficial."

Eu adorei a capa desse livro é muito linda sim, a escrita é ótima e foi o meu primeiro livro da Penelope. O assunto abordado tem muita importância e até hoje me pergunto como tem pessoas que gostam de praticar bullying e que acham que são só brincadeiras sem importância - sim aff-. Eu indico que vocês leiam até o final -gostei até do agradecimento rsrsrs- .

"Colher, colher, colher, você nem sabe, Tudo o que você sofreu é o que você semeou! Sozinho, Vazio, Fraude, vergonha, medo, Feche seus olhos. Não há nada para ver aqui fora."

XOXO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

-Olá, Bem Vindos ao Mundo Infinito
-Podem ficar a vontade para comentar a sua opinião pessoal que vou adorar.
-Podem deixar o link do seu blog que farei com muito prazer uma visita.
-Obrigado por passarem por aqui, é muito importante e me me deixa muito feliz.
XOXO